Reclamação enviada à Vodafone Portugal a 20.03.2017 sobre a adição – sem conhecimento do detentor do contrato – de um “Serviço Adicional” a uma factura

“Agradeço o desconto do valor na factura deste mês, mas registo que não responderam à questão…

1. Pode a Vodafone garantir, para o cartão em causa, que está vedada a subscrição de qualquer tipo de Serviços de Valor Acrescentado, tal como deveria estar por omissão de acordo com a ANACOM em http://www.anacom.pt/render.jsp?categoryId=325735  (ponto 2)?

2. Como foi possível, por parte de uma entidade externa, o acesso não autorizado a dados privados (em particular o números de telemóvel associado ao cartão), uma vez que não houve qualquer comunicação SMS ou chamada de voz iniciada com o respetivo cartão para essa mesma entidade (aliás, para qualquer outra): toda e qualquer comunicação para o exterior, através do referido cartão, é apenas realizada por acesso Internet, portanto TCP/IP?

3. Como foi possível aceitar a subscrição de um serviço, de renovação recursiva e custos significativos, sem confirmação explícita por parte do cliente?”

Resposta (não respondendo) da Vodafone de 20.03.2017:

“Estimado Srº Rui Martins,
Informamos que são serviços de subscrição e externos à Vodafone.
Cada pessoa é responsável pela utilização que faz no próprio equipamento, sendo a Vodafone apenas intermediária na forma da pagamento.
Verificámos que de forma excecional foi efetuado o credito do valor.
Obrigada.
Com os melhores cumprimentos,
Vodafone
Andreia Silva
Serviço de Apoio a Clientes
Vodafone Portugal”

Resposta a Resposta de 20.03.2017:

“Boa Tarde

Agradeço o desconto do valor na factura deste mês, mas registo que não responderam à questão…

1. Pode a Vodafone garantir, para o cartão em causa, que está vedada a subscrição de qualquer tipo de Serviços de Valor Acrescentado, tal como deveria estar por omissão de acordo com a ANACOM em http://www.anacom.pt/render.jsp?categoryId=325735 (ponto 2)?

2. Como foi possível, por parte de uma entidade externa, o acesso não autorizado a dados privados (em particular o números de telemóvel associado ao cartão), uma vez que não houve qualquer comunicação SMS ou chamada de voz iniciada com o respetivo cartão para essa mesma entidade (aliás, para qualquer outra): toda e qualquer comunicação para o exterior, através do referido cartão, é apenas realizada por acesso Internet, portanto TPC/IP?

3 Como foi possível aceitar a subscrição de um serviço, de renovação recursiva e custos significativos, sem confirmação explícita por parte do cliente?

Obrigado”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s